Ele escolheu os cravos!

(Mt.17.22-23)

Se você soubesse antes que no acampamento iria chover muito, você escolheria ir assim mesmo? Se percebesse que um amigo iria te trair, você manteria esta amizade? Se cismasse que seria roubado em um caminho, usaria mesmo assim esta rota? Se soubesse que mentiriam a seu respeito a ponto de ir à prisão injustamente, manteria o  “rendez-vous”? José do Egito, filho de Jacó passou por um acampamento onde ele jogado no poço pelos seus irmãos, depois vendido como escravo, depois tentado a fazer o que não devia, depois acusado de te-lo feito e preso por isso. Esquecido na cadeia no mínimo por dois anos depois que pediu ajuda. Obviamente ele não tinha noção de nada do que iria lhe acontecer, ao contrário, ele tivera um sonho em que tudo era lindo, e ele, o centro das atenções. Se ele soubesse dos detalhes até chegar lá, possivelmente ele fugiria.

Este personagem do antigo testamento é um tipo de Cristo, ou seja, alguém que viveu com um perfil que apontava para o futuro, para o Antítipo. Muitos outros personagens fizeram este papel, prefigurando a ação salvadora de Cristo Jesus. O Senhor passou por situações muito similares à de Jose, com final não glorioso como o dele, (sem contar a ressurreição é obvio) mas ele sabia de tudo. Ele escolheu vir assim mesmo. Sabia que seu verão seria uma tempestade só. Que seria destituído de sua glória por causa de nossos pecados. Que seus irmãos não o creriam.  Que seu povo o rejeitaria. Que mentiriam sobre ele. Que o prenderiam e o julgariam injustamente. Que, ao contrário de José, não teria o favor das autoridades e morreria em uma cruz. Mas ele escolheu os cravos.

Foi por amor que Ele fez o que fez. Isaias profetiza: ele  « Ele foi maltratado, humilhado, torturado; contudo, não abriu a sua boca; agiu como um cordeiro levado ao matadouro; como uma ovelha que permanece muda na presença dos seus tosquiadores ele não expressou nenhuma palavra ».(53.7), mas o texto não para ai : « Ele verá o fruto do trabalho da sua alma, e ficará satisfeito; com o seu conhecimento o meu servo justo justificará a muitos, e as iniquidades deles levará sobre si ». (53.11).

José viu o fruto de seu sofrimento e deu glória a Deus. Ele disse a seus irmãos : « Agora não fiquem tristes nem aborrecidos com vocês mesmos por terem me vendido a fim de ser trazido para cá. Foi para salvar vidas que Deus me enviou na frente de vocês » (Gn.45.5) e perdoou-lhes! Jesus, que veio par anos salvar, faz a mesma oração na cruz : « Pai perdoa-lhes porque não sabem o que fazem ». Deus que cuidou de José nos enviou Jesus, o Cordeiro de Deus. « Para que todos vejam, e saibam, e considerem, e juntamente entendam que a mão do SENHOR fez isto, e o Santo de Israel o criou. » (Is.41.20). que sejamos gratos e nos lembremos disto cada vez que nos reunirmos.

0 Comments

leave a comment